Carregando ...
Contato
SimNão
News

Por que investir em impulsionamento é hoje o diferencial no e-commerce

O impulsionamento permite converter experiências em resultados, ajudando as empresas a atrair novos clientes e aumentar a taxa de conversão do site

Oferecer uma experiência personalizada para os consumidores é o objetivo de toda empresa que deseja ter sucesso no varejo. E, obviamente, converter essas experiências em resultados é a grande meta.

Hoje, o cliente deseja muito mais do que ser bem atendido nos mais diversos pontos de venda ou receber respostas rápidas para dúvidas. Ele quer ter as ofertas que deseja ao alcance de poucos cliques. E uma das principais formas de colocar isso em prática e promover as melhores experiências no varejo online é por meio do uso de soluções de impulsionamento.

O impulsionamento é um ótimo parceiro dos varejistas para atrair novos clientes e aumentar a taxa de conversão do site. Além de fazer com que o usuário – depois de algumas interações – se torne não somente um comprador fiel, mas um fã das ofertas da sua empresa, leva o lojista a reconquistar aqueles que saíram da loja sem finalizar a compra.

Pensando em ajudar você a entender melhor sobre esse contexto, separamos os principais objetivos do impulsionamento para o e-commerce, que mostram porque essa é a estratégia perfeita para melhorar a performance das lojas virtuais:

  1. Atrair novos clientes

O primeiro objetivo do impulsionamento é atrair novos clientes. Ainda que você acredite ter um público consumidor bastante amplo, sempre pode agregar novos contatos para a sua base. E quando se conta com soluções de impulsionamento, é possível chamar atenção dos consumidores entregando as ofertas certas, nos momentos mais adequados.

Atrair uma pessoa desconhecida pode ser uma verdadeiro desafio quando não se sabe exatamente quem se está procurando. Portanto, antes de basear-se em estratégias de impulsionamento saiba exatamente quem você deseja alcançar. A ideia é que com pouco esforço você encontre aquelas pessoas que ainda não visitaram a sua loja e transforme um estranho em um seguidor fiel.

Para isso, defina um objetivo de atração e uma mensagem para as suas campanhas. Se você vende roupas e em um primeiro momento deseja atrair aqueles que querem comprar vestidos e não calças, então crie campanhas direcionadas para este público, provocando o seu interesse e fazendo com que conheçam rapidamente a sua oferta.

Procure também construir um site muito receptivo para que o consumir logo de cara já se sinta atraído. Ter imagens, títulos e textos bastante chamativos e com boa qualidade faz parte do processo de impulsionamento e consolidação do relacionamento com o cliente.

  1. Conduzir clientes para a base de forma estratégica

O segundo objetivo é conduzir os clientes certos para a sua base de leads. Para entender como isso funciona na prática, imagine a seguinte situação: um consumidor que demonstrou interesse em roupas femininas pesquisou nos principais buscadores ofertas de marcas do seu interesse e não encontrou o que procurava. Será que este não é o momento ideal para você entrar em ação e mostrar os seus produtos para ele?

Certamente a resposta é: sim! Isso porque sabendo do interesse de cada um você chega nos clientes que mais se interessam pela sua oferta e, com boas estratégias – em especial por meio de campanhas e ações direcionadas –, pode conduzi-los para a sua base.

Como uma primeiro passo, crie uma segmentação por perfil de consumidor que deseja impactar, existem aqueles que estão em fase de finalização da compra ou os que ainda precisam ser conquistados pela empresa. Depois, procure saber exatamente quem você deseja alcançar entre usuários que já se identificaram com a sua loja ou anônimos e os conduza para dentro da sua base de contatos. Com os consumidores certos navegando nas suas páginas fica muito mais fácil aumentar a taxa de conversão do seu e-commerce.

  1. Engajar e reengajar consumidores

Aproximar-se do consumidor com o objetivo de engajá-lo ou reengajá-lo não é uma tarefa fácil, mas quando você conta com soluções de impulsionamento tudo se torna mais simples.

Segundo o Baymard Institute, 67% dos carrinhos de compra são preenchidos, mas abandonados antes que o consumidor chegue ao check out. E você precisa saber como reagir bem a esses momentos.

Que tal oferecer códigos de desconto na próxima compra ou até mesmo promoções relâmpago, que despertem o interesse daqueles clientes mais indecisos em fechar negócio com a sua loja? São opções bastante viáveis e que podem fazer parte das suas estratégias de engajamento.

Existem também aqueles consumidores que interagiram algumas vezes com a sua marca, finalizaram algumas compras e não retornaram mais. Para eles, é possível oferecer e-mails atrativos lembrando do bom contato que tiveram com a loja, mostrando produtos iguais ou recomendando itens complementares aos que ele buscou pela primeira vez e, assim, reengajar esse consumidor de forma sutil, mas bastante animadora.

Outra possibilidade é usar as soluções de impulsionamento para ganhar tempo e desenvolver tarefas mais estratégicas. Enquanto as suas campanhas continuam rodando e uma solução permanece diariamente fazendo o seu controle, você pode elaborar novas ações e campanhas para atingir mais consumidores e aumentar a taxa de conversão do seu site.

Ao usar essa solução os clientes que permanecem interagindo com a sua loja são incentivados a se manterem ativos, podendo encontrar com muita facilidade o que desejam comprar por meio de alertas ou até mesmo ofertas patrocinadas. E mais: quando eles sinalizam a intenção de sair sem converter são ativados e-mails automáticos, webpushes e SMS para mantê-los navegando. A intenção é não desperdiçar nenhum segundo de contato com o cliente e fazer com que ele entenda o valor do seu negócio a cada interação.

Personalização é a chave do impulsionamento

Com a personalização de ofertas cada consumidor recebe apenas o que está totalmente de acordo com seus desejos de consumo. E quando falamos em impulsionamento nos referimos exatamente a isso: oferecer aquilo que o consumidor quer, no formato e na hora certa.

Uma das maneiras mais práticas de conquistá-los por meio de impulsionamento é fazendo o uso correto dos mais diversos recursos de atração e engajamento, sejam eles: e-mails automáticos, anúncios, webpushes, SMS’s, opções de busca, alertas, landing pages, entre outros artifícios.

Mas um ponto muito importante é que para ativar todas essas ações você precisa não somente conhecer as melhores estratégias de personalização, mas saber que os dados dos consumidores são muito importantes em momentos como esse. Eles funcionam como um dos principais responsáveis pelo sucesso das suas atividades de personalização.

Segundo um estudo da consultoria BCG, feito em parceria com o Google, a personalização da relação com o consumidor com base em análise de dados é a ferramenta mais importante para aumentar as receitas das empresas.

No Brasil, ao mesmo tempo em que 80% das organizações usam dados de clientes como informações cadastrais, características demográficas, dados de transações e cookies de usuários, 77% não tem as suas bases de dados online e offline totalmente integradas, dificultando qualquer tipo de troca de informações relevantes sobre os consumidores.

Contribuindo com esse cenário, 91% das empresas não tem personalização avançada em seu site e 44% não tem personalização alguma, de acordo com a pesquisa da BCG. Ou seja, elas mostram as mesmas ofertas para clientes com perfis de compra diferentes, sem aproveitar a chance do direcionamento ou do uso de ads para que os produtos apareçam em espaços dentro das maiores lojas online, no momento certo, só para os clientes com real potencial de compra.

Isso faz com que o seu e-commerce acabe perdendo não apenas em competitividade, mas para si mesmo. Afinal, as suas próprias ofertas não chegarão para as pessoas certas, realmente interessadas no seu negócio, impedindo que bons negócios sejam firmados e as vendas aconteçam.

07.03.2019 -

Atualizado há 15 dias