Linx Commerce Linx Commerce

Os bots são capazes de solucionar problemas simples rapidamente, liberando a equipe de operadores para dar atenção a situações mais complexas

O chatbot no e-commerce vem revolucionando a forma como as empresas estão atendendo o seu público. Em uma época em que os consumidores querem ser atendidos em tempo real, independente do canal utilizado, estar à disposição dos consumidores 24 horas por dia nos sete dias da semana é uma exigência cada vez mais frequente. E, graças aos bots, já é uma realidade cada vez maior entre as companhias.

Programados para realizar inúmeros atendimentos ao mesmo tempo, os bots contribuem para diminuir significativamente o tempo de espera do cliente por uma resposta ou solução de um problema simples. A partir de uma programação inicial (e ajustes sistemáticos) a ferramenta é capaz de repassar informações ao cliente online a qualquer momento. Sem custos com horas extras, por exemplo, os bots ainda liberam a equipe de atendimento humano para dar atenção aos casos mais complexos, como aqueles que envolvem questões financeiras.

Desta forma, as chances de gerar uma experiência de compra satisfatória para o consumidor são bem maiores. E, afinal, um consumidor satisfeito se torna um cliente e um cliente satisfeito pode se tornar um defensor da sua marca.

E para você se inspirar, separamos exemplos de empresas que já estão aplicando o chatbot para facilitar as operações dos seus e-commerces e, com isso, construir uma relação cada vez mais forte com o público. Confira:

Netshoes

A automação do atendimento por meio dos chatbots vem permitindo que grandes varejistas do comércio eletrônico, como a Netshoes, adotem o atendimento virtual como principal interface de comunicação com os clientes. De acordo com informações da Resultados Digitais, hoje, mais de 60% dos chamados da Netshoes são retidos pelo chatbot, ou seja, esses chamados são resolvidos ainda na conversa com o robô.

Casas Bahia

Como falamos, os bots são capazes de fazer inúmeros atendimentos ao mesmo tempo. Por isso, eles são uma ótima solução para datas disputadas no varejo, como a Black Friday.
Em 2017, a Casas Bahia usou o bot Bahianinho para permitir que o usuário selecionasse os produtos desejados por categoria, recebesse ofertas específicas sobre esses produtos e fosse redirecionado ao site da loja. Na ocasião, mais de 77 mil usuários aproveitaram as funcionalidades do chatbot, número cinco vezes maior do que o registrado em 2016.

Spring

O e-commerce Spring utiliza o Spring Bot no Facebook Messenger para convidar os usuários a comprar roupas e acessórios das mais de 800 marcas que comercializam em sua plataforma mobile. Assim, as pessoas podem receber recomendações personalizadas no próprio app.
Ao responder algumas perguntas de múltipla escolha sobre as suas preferências, o cliente recebe sugestões relevantes do assistente de compras virtual. O usuário, então, clica na imagem do produto e pode fazer as suas compras ali mesmo, no Messenger. E depois da compra, ainda pode pedir ao Spring Bot acesso a recibos e informações de entrega e fazer perguntas sobre os seus pedidos.

Esse exemplo nos mostra como é importante que as marcas tomem a iniciativa de acompanhar os clientes, mesmo no pós-venda. É fundamental oferecer maneiras rápidas e eficientes de receber feedbacks dos consumidores e até mesmo permitir que eles alterem os seus pedidos, quando necessário.

Sephora

É indispensável que as marcas ofereçam experiências únicas para os seus clientes. Mas para que isso aconteça, não basta esperar que as pessoas entrem em suas lojas e peçam ajuda. É preciso disponibilizar um serviço ágil, eficiente e personalizado.E a Sephora já sabe disso. A marca atende o seu público por meio de um chatbot no aplicativo de mensagens Kik. Por lá, os usuários podem pedir conselhos de beleza, ter orientações sobre produtos e, ao responder um quiz sobre as suas preferências, recebem sugestões e análises personalizadas. Além disso, se o usuário quiser fechar uma compra, basta clicar no item desejado e ele será encaminhado para o site da Sephora, que abre diretamente no aplicativo.

Taco Bell

Por sua vez, a rede de restaurantes Taco Bell disponibiliza o TacoBot na plataforma de mensagens Slack. Os usuários podem personalizar o seu pedido, fechar a compra, pagar e receber a confirmação, tudo sem sair do Slack.
Hoje em dia, pedir comida online já se tornou um processo bastante fácil, especialmente com serviços como o iFood. Ainda assim, o Taco Bell viu uma oportunidade de sair na frente da concorrência.
Isso porque o Slack é uma plataforma bastante utilizada no ambiente corporativo. Então, a empresa realmente conseguiu juntar a fome com a vontade de comer, simplificando a vida cada vez mais corrida dos trabalhadores.
Enfim, o chatbot no e-commerce permite que você atenda melhor, trazendo mais eficiência e agilidade à experiência de compra online dos consumidores. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco e conheça todas as soluções em e-commerce que a DCG pode oferece para contribuir para o sucesso do seu negócio.

Atualizado há 30 dias