Grupo DCG comemora dez anos de existência em 2017 com novidades que prometem ajudar a vida de quem busca performance em suas lojas virtuais. A empresa lançou o E-Commerce Plan, uma ferramenta que pode ser usada não só para os clientes da plataforma, mas por todos que possuem negócios relacionados ao comércio eletrônico.

“O objetivo é simples: conectar metas às ações e investimentos. Vejo constantemente gestores diminuindo preços de produtos por problemas de tráfego quando, na verdade, existem dificuldades na conversão”

Comenta Luiz Dias, Diretor de E-Commerce do Grupo DCG e idealizador do projeto.Para contar com a ferramenta, o lojista precisa apenas acessar o site da DCG –www.dcg.com.br/ecommerceplan – e preencher dados de pesquisa. Com as informações cadastradas, o sistema já é capaz de gerar métricas de performance fundamentais para o acompanhamento de uma loja virtual.

“Olhar apenas para o faturamento pode nos deixar míopes. A ferramenta, por meio de indicadores de ticket médio, conversão de visitas e pagamentos, por exemplo, apresenta a raiz do problema e as possíveis soluções para um mau resultado ou uma correção na meta estimada”, completa Dias.

A plataforma pode ser utilizada por qualquer administrador de loja virtual. Com interface intuitiva, não é necessário a realização de treinamentos específicos para que os números sejam gerados.

Sobre o Grupo DCG

Grupo DCG nasceu há dez anos em uma garagem do bairro de Sarandi, em Porto Alegre, criado pelos amigos Mauricio Correa, Ivan Correa, Alberto Fujita e Henrique Mengue, todos na faixa de vinte anos de idade.
O pequeno escritório em pouco tempo se transformou em uma empresa capaz de realizar serviços com eficiência e valores mais baixos que seus concorrentes com sede em grandes centros comerciais, dando vida para uma empresa que foi uma das pioneiras no desenvolvimento de lojas virtuais no Brasil, hoje avaliada em cerca de R$ 50 milhões, após uma primeira rodada de investimento do Criatec II.

“Devo dizer que eram os caras certos e na hora certa, qualquer um que fizesse uma conta mais aprofundada não acreditaria no negócio. O primeiro cliente foi uma loja de eletrônicos em São Paulo e em poucos meses já eram mais de dez, dando início a um crescimento gradativo de receita e também de colaboradores”, recorda Mauricio Correa, CEO do Grupo.

Hoje a DCG, que conta com mais dois nomes em seu quadro de sócios, Thiago Pitta e Ricardo Planer, administra mais de 600 lojas virtuais, que juntas são responsáveis por movimentar uma média de R$ 1 bi por ano.
Além do EZ Commerce, voltado para lojas virtuais de pequeno e médio porte, a DCG também oferece os produtos CORE, voltado para e-commerces mais complexos, e o Octopus, com soluções para vendas integradas em marketplaces. Para os próximos anos, a meta é manter a taxa de crescimento em 40% ao ano.Fonte: E-commerce Brasil

Atualizado há 30 dias