Linx Commerce Linx Commerce

O frete é um fator muito importante para manter no controle os lucros da sua loja virtual. Mas, é comum que muitos lojistas ainda tenham dificuldade nesse quesito.
Já que, como sabemos o frete tem o poder muitas vezes de fazer o consumidor efetivar ou não uma compra e, isso se dá pelo valor alto, demora no prazo de entrega, cálculo lento e que não seja transparente.
Quando o consumidor não encontra um processo considerado bom e otimizado de frete, é comum que a procura pela concorrência seja maior.
Outro problema que pode ser ocasionado pelo frete online é o “carrinho de compras”, que nada mais é do que o abandono da compra no momento do checkout, ou seja, pagamento. O cliente escolhe os produtos, pensa em finalizar a compra, mas acaba desistindo devido a vários fatores.

Devemos lembrar que o frete é importante para a experiência de compra de um e-commerce e que por isso, ela deve ser a melhor possível.

Pensando nisso, a DCG preparou um conteúdo que irá te ajudar a tirar de letra o processo de cálculo de frete do seu negócio:

Como o frete do meu e-commerce é calculado?

Existem variados caminhos para se seguir na hora de calcular um frete no e-commerce, tudo depende da escolha do empreendedor de qual modalidade escolher. Conheça algumas:

Peso

Normalmente esse formato de frete é utilizado por empresas e por poucas pessoas físicas.
Para o cálculo, são utilizados tabelas de peso e distância em km rodado ou rota percorrida que o produto a ser entregue percorrerá.

Fixo

O frete fixo funciona com base na estimativa de frete do lojista, ou seja, o custo médio para envio dos seus produtos é de R$ 15,00. Sendo assim, esse será o valor estipulado para ser usado afixado nas suas entregas.
Em alguns casos, esse mesmo valor pode ser duplicado ou triplicado pela quantidade de itens que o consumidor possui no carrinho de compras.
Como por exemplo, se o frete for R$ 5,00 na compra de camiseta e o cliente adicionar mais 2 produtos, o frete somará R$ R$ 15.

Impostos e Taxas

Além dos exemplos de frete de peso e fixo, existem modalidades que têm cobranças de impostos e taxas que trazem uma notável modificação no valor pago pelo consumidor.
Podem ser citadas nessa categoria o GRIS (taxa de gerenciamento de risco), Ad Valorem e o ICMS, por exemplo.

Frete com adicional fixo

Levando em consideração um modelo de cálculo que tem como base o valor do maior frete dos produtos escolhidos, essa modalidade aplica um valor fixo que é multiplicado pelos produtos que estão no carrinho.
Logo após, é aplicado um valor fixo aos demais produtos, pois cada item terá um valor diferente mais a taxa fixa do lojista.
Como exemplo se em uma loja de vestuário a taxa fixa custasse R$ 4,00 e o consumidor colocasse 3 camisetas no carrinho o frete ficaria assim: R$ 2,00 (camiseta 1), R$ 5,00 (camiseta 2), R$ 6,00 (camiseta 3).
Portanto, o maior frete é de R$ 6,00 e a taxa é de R$ 4,00 x 2 (somando cada item extra). O frete a ser pago é de R$ 14,00.

Qual é o maior medo do lojista na hora de calcular o frete?

O maior desafio do lojista em relação ao cálculo do frete online é definitivamente é a parte conceitual ao invés de ser tecnológica.
Isso porque, basicamente se o frete não for desembolsado pelo consumidor, o empreendedor deverá tirar do seu lucro esse custo. Isso não é grande coisa se o e-commerce tem grande porte, mas pode prejudicar pequenos e médios empreendimentos online.

Ao mesmo tempo que isso pode assustar o lojista ao calcular o frete, é extremamente necessário que exista a consciência que grande parte dos clientes podem deixar de comprar na sua loja virtual por altos custos na entrega.

O mais importante é que o lojista esteja focado em manter um valor equilibrado tanto para o cliente como para o negócio.

A estratégia do frete grátis

“Acima de R$ 100,00 o frete é gratuito!”

Quem não gosta de ver frete gratuito?
Por isso, oferecer aos seus consumidores frete grátis acima de um determinado valor é uma forma de acabar com a desistência de abandono do carrinho de compras.
Claro, essa estratégia funcionará se seu ticket médio atender essa campanha, mas caso ele for muito baixo, é melhor repensar a estratégia.

“Compre um kit de camisetas e ganhe frete grátis!”

Experimente promover campanhas para alguns produtos, pois além de aumentar seu ticket médio, é possível limpar o estoque e desencalhar itens de coleção passada, por exemplo.

“Você da região Sudeste, o frete é grátis!”

Essa estratégia é simples e fortalece a relação do seu e-commerce com determinada região que muitas vezes seu alcance é pouco.
Outra opção é pesquisar os locais onde os custos de envio são menores e aproveitar para fazer ação de frete grátis nessa área.
O frete da sua loja virtual é um dos princípios para identificar gastos desnecessários e ainda por cima, deve ser feito com opções ágeis e com baixo custo são regras importantes para fazer que seu negócio esteja na visão do consumidor, no mínimo aceitável.
Tem mais dúvidas sobre frete? Leio o post Como calcular fretes em e-commerce?

Converse com quem entende do assunto.

Atualizado há 1 dia