Linx Commerce Linx Commerce

A Black Friday, tradicional data com movimentação expressiva no atacado, nasceu nos Estados Unidos e tem se propagado por alguns países, fazendo com que os empreendedores obtenham um grande lucro com a ocasião.

Em 2016, a Black Friday teve um faturamento de R$ 1,9 bilhão e, apesar de ser um curto período, teve mais vendas do que as duas semanas que antecederam o Dia das Mães, segunda melhor data do varejo no Brasil.
Este ano, mesmo com a crise econômica, o e-commerce mostrou uma importante recuperação e ótimos resultados diante da instabilidade do país. É esperado que a Black Friday tenha um crescimento de 20% em relação a 2016, segundo o Google.
Como a movimentação da data é em média 15x maior do que um dia cotidiano de uma loja virtual, seu e-commerce deve estar preparado para enfrentar possíveis problemas, como o servidor ou plataforma enfrentarem lentidão, o site ficar fora do ar ou até seu estoque de produtos acabar.
Por isso, sugerimos algumas dicas para preparar o seu e-commerce para a Black Friday e alcançar um volume de vendas de sucesso.

Garanta o bom funcionamento da sua plataforma

Como comentamos anteriormente, a Black Friday é a data mais importante do varejo eletrônico. Por isso, se você pretende realizar algum teste ou mudança na sua plataforma, atente-se para não fazer em cima da hora para não prejudicar suas vendas.

O ideal é que toda a mudança de infraestrutura, troca de plataforma, gateways e qualquer outro componente do seu e-commerce seja finalizado pelo menos com 30 dias de antecedência.

Provavelmente esta será a data no ano em que sua plataforma será mais exigida, portanto, tanto a plataforma de e-commerce, quanto a sua equipe devem estar preparados para evitar problemas no seu site.
Verifique se seu fornecedor previu ampliação da estrutura de datacenter para suportar o aumento das demandas da plataforma, pois geralmente os fornecedores montam forças tarefas para proporcionar a rápida solução dos problemas que ocorrem durante esse período.
Busque formas viáveis e rápidas de contato com a equipe de suporte da sua plataforma e identifique quem são as pessoas chaves responsáveis.

Pense nas ofertas e como elas serão divulgadas

Planeje-se para fazer uma estratégia de divulgação que esteja alinhada com os produtos que você pensou em ofertar na Black Friday.

Não se esqueça que o planejamento deve ser antecipado e as ofertas estudadas antecipadamente.

Procure escolher os itens que têm uma maior margem de desconto, os que estão encalhados no estoque ou produtos “coringas” que vendem bem e podem ser usados em conjunto com outras vendas.
Para a data, oferecer produtos online escaláveis são uma ótima ideia, pois não há custo com produção e demanda.
É primordial que seu cliente tenha expectativas positivas e que isso gere a sensação de urgência em fechar negócio, em comprar no dia específico e o principal, escolher sua loja em relação às demais.
Atente-se para produzir as imagens de produtos ofertados para a Black Friday com antecedência, não deixe para última hora e evite possíveis erros nos valores e de escrita.

Foque no layout, invista em uma landing page

Criar uma landing page voltada para a Black Friday funciona como uma “peneira” para captar os leads que tem interesse nos produtos do seu e-commerce. Afinal, a página funcionará como uma forma de encorajar o “act now”.
Além disso, essa estratégia permite que você possa colocar avisos úteis para seus clientes, como “estoque limitado”, “50% off”, “compre um e leve dois”, utilizando uma comunicação visual própria para a ocasião. Assim, para os consumidores que preencherem o cadastro, será possível receber um desconto antes da data ou alguma alternativa que chame a atenção e traga exclusividade.
Para o layout da sua loja virtual, lembre-se se utilizar banner, fullbanners e demais caracterizações para a ocasião.
É importante que toda sua comunicação de forma geral seja feita antes da concorrência. Alcance seus clientes antes de sexta-feira, não deixe para última hora.

Prepare-se para uma maratona com o time de vendas

Para o time de vendas do seu e-commerce, a Black Friday é o momento perfeito para prospecção de novos clientes, bem como reativação de antigos contatos.
Prepare sua equipe para o tráfego intenso, certifique-se que seus clientes conseguirão contato por chat, e-mail, telefone e mídias sociais. Alinhe com os times se todas as promoções ofertadas estarão disponíveis para possíveis vendas.
Evite perder qualquer oportunidade de venda: é importante que todo o atendimento esteja dedicado pelo menos 24 horas que antecedem o evento, portanto prepare café, lanches e preste bastante atenção aos seus clientes.

No e-commerce, o vendedor é o próprio site, por isso, faça melhorias na descrição de produtos, insira características transparentes dos itens e disponibilize opções para as peças.

Quanto mais atenção e informações transparentes você colocar na sua loja virtual, mais você ajudará o seu time de atendimento a poupar tempo. Isso ainda fará com que seu cliente não procure  ofertas melhores na concorrência e evita gerar insatisfação dos consumidores.

Analise seus resultados

Atente-se aos produtos que você oferecerá e de prioridade a eles para verificação de estoque, armazenamento e variedade de cores, tamanhos e modelos.
É totalmente necessário que sua loja coloque descontos reais na Black Friday para que suas ações futuras não sejam vistas como boicote à data, como muitos outros e-commerces costumam fazer.
Esteja antenado nos melhores e piores resultados das vendas do seu negócio para estudar como oferecer um bom desconto e conseguir um aumento do ticket médio.

Utilize estratégias de e-mail marketing

Após definir as ofertas para a Black Friday, segmente clientes que já mostraram algum tipo de interesse em determinado produto visitando sua loja virtual.
Essa segmentação também pode ser relacionada com clientes que tem interesse em produtos que já foram comprados anteriormente. Neste caso, o cliente pode gostar de receber um upgrade dos itens ou atualizações de uma marca específica.

No entanto, para funcionar, as campanhas devem ser preparadas com o máximo de antecedência, envolvendo um estudo de comportamento e perfil dos clientes.

Lembre-se que enviar aos consumidores e-mails com valores de produtos errado, link quebrado ou com erros de português trará uma imagem negativa à sua loja.
Veja também se os templates do e-mail marketing são responsivos e se haverá adequação ao mobile, desktop, dentre outros.

Conheça as plataformas de e-commerce da DCG!

Atualizado há 2 dias